Incontinência Urinária

2021-02-23

A incontinência urinária feminina afeta cerca de 20% da população portuguesa com mais de 40 anos. Caracteriza-se pela perda involuntária de urina.

A incontinência urinária está dividida em 3 tipos: incontinência de esforço, incontinência urinaria de urgência e incontinência urinária mista.

É um problema comum com grande impacto negativo na vida da mulher, mas que é possível prevenir ou tratar pelo que é necessário não existir constrangimento em pedir ajuda quando necessário.

A incontinência urinária de esforço caracteriza-se pela perda de urina que ocorre quando há um aumento da pressão intra-abdominal (exemplos: correr, caminhar, espirrar, tossir), na incontinência urinária de urgência as perdas ocorrem após uma vontade súbita e incontrolável de urinar e a incontinência urinária mista ocorre quando estão presentes os dois tipos anteriores (de esforço e de urgência).

Com o estudo da incontinência urinária conseguimos determinar qual é o tipo que se apresenta. Isto permite decidir o melhor tratamento possível: cirúrgico ou farmacológico.

Existem, também, medidas gerais e dirigidas ao tipo de incontinência urinária que podem ser implementadas individualmente trazendo benefícios na qualidade de vida da mulher. As recomendações gerais incluem: ingestão de pequenas quantidades de líquidos com intervalos regulares num total de cerca de 1 litro por dia, evitar a ingestão hídrica nas 3 horas antes de dormir, praticar exercício físico e estimular a perda de peso.

Na incontinência urinária de urgência preconiza-se evitar o consumo de chá (verde, preto e branco), café, cerveja, bebidas com gás, chocolate, alimentos condimentados ou ácidos (exemplos: tomate e citrinos); não se deve restringir a ingestão de água a menos de 1 litro por dia e deve ser preferida uma alimentação rica em fibras para prevenção da obstipação. Deve estimular-se o treino vesical, aprendendo a urinar a horas regulares.

Na incontinência urinária de esforço preconizam-se os exercícios de Kegel que são exercícios de fortalecimento dos músculos do pavimento pélvico. São exercícios que podem ser facilmente feitos em qualquer lugar e de forma individual. A fisioterapia do pavimento tem um papel importante na melhoria dos sintomas.

Dra. Anabel Ferreira

Incontinência Urinária